A rede social criada e desenvolvida por Mark Zuckerberg, conta no total com 1.9 mil milhões de utilizadores por todo o mundo. O objetivo desta rede desde a sua criação é ligar as pessoas para torná-las mais próximas independentemente da sua localização.

Mas o mundo atual está cada vez mais dividido e as pessoas têm mais dificuldade em conectar-se. Segundo Zuckerberg desde que ele iniciou este projeto Facebook o mundo tem estado cada vez mais divido e o Facebook vai tentar trazer ferramentas novas para ajudar as pessoas a voltarem a unir-se, principalmente através da conexão de pessoas com interesses comuns e que se interessa umas pelas outras… mas também trazer para a comunidade pessoas diferentes com novas perspetivas.

Facebook Comunidades
Num período da historia moderna marcada por um distanciamento e desunião entre a população esta é uma boa iniciativa por parte do Facebook tentar diminuir o espaço criado entre as pessoas pelo ódio generalizado originado em acontecimentos, estereótipos da nossa sociedade e por uma cultura de conhecimento barato baseado no senso comum.

A ideia do Facebook é promover a criação de um maior sentimento de comunidade e oferecer mais ferramentas para o controlo e gestão de comunidades. Isto será conseguido através de sistemas de inteligências artificial para sugerir comunidades que sejam importantes para as pessoas.

A partir de agora a Rede Social não servirá apenas para manter a pessoas conectadas, mas servirá um propósito maior de criar comunidades. Tentar unir as pessoas em torno de um interesse e objetivo comum. As pessoas ligam-se e interagem melhor quando partilham de um objetivo ou interesse. Quebrar as barreiras entre o mundo físico e o mundo digital.

Como objetivo deste novo projeto o Facebook quer criar mil milhões de comunidades na sua plataforma

Com a capacidade de gerir uma comunidade Zuckerberg fala de lideres. As novas ferramentas darão capacidade ao líder de ver o desempenho de determinados membros, aprovar novos membros e excluir membros que estejam a ser incorretos ou não estejam a cumprir as regras do Facebook ou da comunidade.

Estes líderes para Zuckerberg têm um papel importante, pois serão eles que controlarão a comunidade, darão os exemplos e definirão as suas agendas. Estas comunidades são livres de escolherem os seus temas e terão feed próprio onde poderão partilhas posts com os outros membros do grupo. Os temas podem ser de caracter sério ou mais leve, poderão apoiar coisas humanitárias ou partilhar interesses comuns, por animais por exemplo. Neste momento o Facebbok esta envolvidos em mais projecto como tornar-se uma  plataforma de stream de filmes e séries.

As novas ferramentas terão várias funcionalidades

Análise do comportamento do grupo

Capacidade de revelar os dados em tempo real sobre os membros do grupo, índices de crescimento, todos os post colocados e os horários de maior atividade da comunidade.

Filtro nos pedidos de amizade

Várias categorias que ajudaram a fazer uma melhor escolha sobre os novos membros.

Exclusão de membros

Para além de uma facilidade em excluir um membro, mas também todos os post feitos por este.

Programação de Publicações

Nesta comunidade o líder pode agendar os posts.

Recomendações de Comunidades

Possibilidade de se conectar a comunidades e poder recomendar membros para as comunidades semelhantes.

Num mundo cada vez mais dividido, será desta que o gigante mundial das redes sociais conseguirá mais união? Esperaremos para ver.

A primeira visto o Facebook parece ser uma rede social segura e preocupada com os seus utilizadores e funcionarios, mas ja foram cometidos erros pelo Facebbok que colocaram colaboradores em risco, saiba mais em Leak de Informações para grupos terroristas