Na Web 2.0

Revendo a WEB na sua versão 2.0

Social

Notícias e Trends das redes sociais mais importantes. Fique a conhecer mais sobre as redes sociais que usa.

Youtube e Google lutam contra a propaganda terrorista

Youtube Google
Como já é conhecido por todos nós, as organizações terroristas têm utilizado redes sociais para promoverem as suas ideologias e publicitar as suas causas. A rede social Youtube é uma das maiores na internet com uma base de dados de vídeos enormes. As suas políticas de privacidade e de combate à pirataria já são conhecidas e trabalhadas há alguns anos com algoritmos que prevêem a deteção de infrações aos seus termos de utilização.

O Youtube e a Google são das maiores empresas da internet e em conjunto vão agora desenvolver medidas antiterroristas com 4 medidas para deteção e eliminação de propaganda terrorista nos vídeos e canais postados na rede.

O Youtube e a Goole não são os únicos nesta luta, neste novo projecto vai contar com ajuda de outras grandes redes sociais como o Facebook e o Twitter. Este tipo de projeto nos dias de hoje tornam-se essenciais no combate ao terrorismo, tendo de minimizar a exposição destas organizações no mundo da internet retirando-lhes algum poder. Não vão ser estas medida que iram acabar com o terrorismo no mundo, mas nesta luta toda ajuda é bem-vinda especialmente das grandes empresas controlam as redes sociais e são as bases de distribuição de informação..

As 4 medidas que o Youtube pretende implementar baseiam-se em identificar, despromover, banir e promover conteúdo anti-terrorista. Todos os vídeos encontrados serão eliminados de imediato.

Automatização

A primeira medida que o Youtube quer aplicar é a criação de um algoritmo e um sistema de automatização que consiga detetar vídeos considerados terrorista ou com propaganda terrorista na sua plataforma. Este tipo de sistema de identificação já existe num formato semelhante e com outro tipo de aplicações que não a deteção de vídeos terrorista.

Trusted Flagger

O Youtube tem uma das maiores comunidades de utilizadores no mundo e para controlar o conteúdo que circular na plataforma existe um programa chamado “Trusted Flagger”. Este programa é constituído por um número selecionado de pessoas que trabalham para detetar violações nos termos de utilização da plataforma. A segunda medida a aplicar é o colocar mais pessoas no programa “Trusted Flagger” para se dedicarem a deteção de conteúdo terrorismo.

Despromoção

Será eliminado todo e qualquer conteúdo terrorista. O Youtube irá tomar uma posição mais firme quanto a vídeos de conteúdo considerado radical e extremista seja ele religioso ou politico. Este tipo de vídeos sofrerão uma despromoção e será removida toda a possibilidade de ganhar dinheiro nos canais onde o vídeo foi publicado.

Anti-terrorismo

Criação de conteúdo anti-terrorista para ser partilhada pela comunidade e pelo mundo. Começando por dirigir este tipo de conteúdos a pessoas ou canais que já tenham sido alvo de propaganda terrorista. O Youtube pretende usar os anúncios com forma de divulgação deste conteúdo anti-terrorista, podendo contar com a ajuda do Facebook e Twitter nesta medida.

Para conhecer mais sobre os planos do Youtube e da Google sobre como vão lutar contra a propaganda terrorista, poder ler o o post feito pela Google no seu blog oficial:  https://blog.google/topics/google-europe/four-steps-were-taking-today-fight-online-terror/

First – Nova aplicação de Dating

Esta aplicação apresenta um conceito novo no mundo dos encontros, completamente diferente das app que já estamos habituados com o Tinder ou o Happn.

first dating app

Escolher as pessoa com base num perfil, conversar com ela ate combinarem um encontro é coisa do passado. Com esta nova aplicação vais direto ao assunto.

Começas por marcar um encontro, definir locais, atividades e datas, depois escolhes alguma pessoa daquelas que a app revelou como interessadas para ir contigo. Poupas tempo e é muito mais pratico, conheces a pessoa durante o encontro e aquelas conversas que tiveram por mensagens caso estivesses a usar uma aplicação como o Tinder é feita durante o encontro. Assim os encontros vão ficar mais interessantes e fáceis de marcar… e claro, frente a frente.

Caso não sejas pessoa com dificuldades de escolha do que fazer nos encontros podes sempre optar por procurar na aplicação algum Date que achas interessante e esperar que sejas o escolhido. Na aplicação vão estar várias atividades disponíveis nas quais podes marcar um encontro, como bares, restaurantes, cinema, entre outras. Tanto na criação do date como da pessoa que se mostra interessada em ir, a informação disponibilizada é a mínima possível:

  • Foto
  • Nome
  • Idade
  • Como é feita a divisão da conta

Veja o video para perceber melhor como funciona

Isto é uma visão nova e refrescante no mercado das Dating Apps, que esta saturado e era dominado por aplicações como o Tinder. O Blind Date ganha com esta aplicação um conceito novo que promete muitos utilizadores. Infelizmente ainda só esta disponível em IOS e apenas nos EUA, mas esta a ganhar uma dimensão gigante devia as suas características praticas. Com este mediatismo e sucesso nos EUA não tardará a chegar a Europa. Neste momento estão a trabalhar uma versão para Android, provavelmente quando esta versão tiver pronto deveram avançar para o mercado europeu, em formato IOS e Android. Cá vos esperamos, First!

Falha de Segurança Facebook – Leak de informações para Terrorista

Segundo o jornal inglês “The Guardian”, uma grave falha de segurança do Facebook levou a divulgação de informações confidenciais de funcionários.

falha segurança no facebook

A falha de segurança foi detetada dia 6 novembro de 2016 e manteve-se durante duas semanas ate ser detetada e resolvida pelo Facebook. O departamento mais atingido por esta falha foi o departamento responsável pela monitorização de conteúdos ofensivos (Sexual, Violência, terrorista, homofóbico e extremistas). Os funcionários viram as suas informações pessoais divulgadas em grupos que pertenciam a pessoas que estavam a ser observadas e outras banidas por falhas nos termos de uso do Facebook devido a conteúdo ofensivo. Cerca de 1.000 funcionários do Facebook foram afetados, sendo estes distribuídos por 22 departamentos… Ainda houve espaço para alguns funcionários sub-contratados serem apanhados nesta falha.

Os casos mais graves foram os de 6 funcionários na sede de Dublin que viram as suas informações pessoas partilhadas em grupos com suspeitas de ligações terroristas.

Esta situação foi descoberta pelos próprios funcionários lesados por esta falha. Alguns dos funcionários começaram a receber pedidos de amizade de pessoas ligadas a grupos que estavam referenciados como sendo suspeitos de ligações terroristas. Esta situação estranha colocou os funcionários em alerta levando a uma investigação que mais tarde revelou a falha na segurança.

A Informação ficou disponível durante um mês ate ser retirada. Um dos 6 funcionários de Dublin que teve a sua informação pessoal divulgada optou por se despedir e sair do país quando tomou conhecimento de que algumas das pessoas que foi responsável de banir do Facebook por ligações terroristas tinham tido acesso as suas informações. Essas pessoas faziam parte de um grupo do Facebook que que apoiava de organizações terrorista como Hamas e a ISIS.

O Facebook admitiu o erro e disse que vai melhorar para que este tipo de falha não volte a acontecer. Mas a que custo?

© 2017 Na Web 2.0